domingo, 6 de junho de 2010

Dicas para exercitar seu cérebro e raciocínio!

É normal dizerem que o nosso cérebro é como um músculo: precisa ser estimulado para melhorar seu potencial, ou pelo menos, para não termos um cérebro (como o do pessoal lá de Brasília) atrofiado.


1. Exercício físico
Está provado que fazer exercício pode aumentar as células que se encontram na parte do cérebro responsável pela aprendizagem e pela memória. Mas,( tudo tem um mas né?) não são todos os exercícios aqui vai uma comparação do que realmente funciona:
- Treino aeróbico: SIM. Estudos mostram aumento de massa cinzenta e branca em cérebros de adultos mais velhos. Também aumenta a performance de alunos de faculdade em testes cognitivos.
- Levantar pesos: IRRELEVANTE. Quando um fisiculturista diz que está ficando enorme, com certeza ele não está falando em relação ao seu cérebro. Foi achada uma ligação mínima entre treinos de resistência e função cognitiva.
- Yoga: SIM. Quando estamos estressados muitas vezes prendemos a respiração. Resultado: mais estresse, menos oxigênio para o cérebro. Assim a primeira coisa que se perde é a memória. A Yoga ajuda a perder este hábito.


2. Novidades
Dê novidades para o cérebro. Exemplos: experimentar novos sabores ou cheiros; lavar os dentes com a mão contrária; jogar jogos de cartas complicados; fazer puzzles; ler romances de boa qualidade; tomar banho de olhos fechados, ir ao trabalho por outro caminho, falar com pessoas estranhas, aprender uma língua nova ou tocar um instrumento.

3. Perguntas/Curiosidade
Estimule sua curiosidade. Faça perguntas a você mesmo, isto te obriga a raciocinar. Pergunte, por exemplo, porque é que aquela máquina funciona de determinada maneira. Antes de pedir ajuda para alguém, insista na dúvida.
4. Fuja do stress e ria
Se você está correndo de um leão no meio da selva é bom estar estressado: você vai correr mais rápido! Entretanto, se você está no meio daquela prova (fudida) dificílima de matemática, é bom estar calmo e relaxado.
A amídala (a do cérebro, pois as da garganta só servem para infeccionar), é o nosso centro que controla o medo, e sempre supera o córtex pré-frontal, o qual é responsável pela memória de trabalho e tomada de decisão. Quando essa área profunda de nosso cérebro (amídala) é ativada, ela subjuga seus neurônios do córtex. Seu QI cai. Sua criatividade, senso de humor – tudo desaparece. Você fica estúpido. Como evitar isto? Respire fundo, e sincronize seu pulso com sua respiração. Assim seu cérebro vai pensar que está tudo mais calmo.

5. Coloque a memória para funcionar e esqueça o marca página!
Você achou ambíguo esse sub-titulo??? Pois é, eu também, mas calma…
Busque suas lembranças mais remotas e as anote; Tente lembrar o que você almoçou antes de ontem, ou ainda não use mais marca página em seus livros. Memorize a página em que você parou a leitura. Mais uma boa idéia é pegar diferentes fotografias de várias épocas e lembrar aonde foram tiradas e o que aconteceu neste dia. Você vai ver que lembra de coisas que nem lembrava lembrar!

6. Bebidas alcoólicas
Se você achou que eu ia dizer que uma vodka com suco de limão, ou um whisky com guaraná são ótimos para o cérebro, infelizmente, digo que é o contrário.
Estudos em ratos levaram a concluir que os que consumiam grandes quantidades de bebidas alcoólicas produziam menos células novas nos seus cérebros. Mas, parece que aquela velha teoria de que o álcool queima neurônios, é falsa… Apenas diminui a capacidade de produzir células novas (menos mal hein).

7. Seja bom de cama
Calma! Estou falando de dormir!
Alguns fatos comprovados por pesquisas podem nos dar uma idéia da importância que tem o sono no nosso desempenho físico e mental. Por exemplo, num estudo realizado pela Universidade de Stanford, EUA, indivíduos que não dormiam há 19 horas foram submetidos a testes de atenção. Constatou-se que eles cometeram mais erros do que pessoas com 0,8 g de álcool no sangue – quantidade equivalente a três doses de uísque. Igualmente, tomografias computadorizadas do cérebro de jovens privados de sono mostram redução do metabolismo nas regiões frontais (responsáveis pela capacidade de planejar e de executar tarefas) e no cerebelo (responsável pela coordenação motora). Esse processo leva a dificuldades na capacidade de acumular conhecimento e alterações do humor, comprometendo a criatividade, a atenção, a memória e o equilíbrio.






Fonte: Blog Idéias.

Um comentário:

Niels Apple disse...

Ótimas dicas, tenho muito o que mudar em meus hábitos ainda, a começar pelas horas de sono...
Excelente blog, estou seguindo e divulgando

Abração

Postar um comentário